Finanças
Mercado de Capitais
Vendas e Mercados
Investimentos
Colaboradores
Comunidade
Gestão Ambiental
 
 

estrutura de governança corporativa do Grupo Gerdau é composta pelo
Conselho de Administração e pela Diretoria, a qual é coordenada pelo Comitê Executivo, com seus órgãos de apoio (Comitê de Estratégia e Comitês de Excelência), além do Conselho Fiscal.

O Conselho de Administração é o órgão encarregado de estabelecer as estratégias do Grupo Gerdau e de acompanhar a execução das políticas adotadas. Os integrantes do Conselho também respondem pela escolha da Diretoria e do Comitê Executivo. Assuntos com impacto expressivo nos negócios e no desempenho das operações estão sujeitos à sua apreciação, assim como investimentos acima de US$ 5 milhões.

Os oito integrantes do Conselho – quatro membros do grupo controlador e quatro
não-integrantes do grupo de controle – se reúnem pelo menos quatro vezes ao ano. Embora a regra estabeleça que as decisões sejam tomadas por maioria, na prática elas têm ocorrido por consenso.

A gestão do Grupo Gerdau é de responsabilidade do Comitê Executivo, que coordena e supervisiona as Operações de Negócios para viabilizar as políticas definidas pelo Conselho de Administração. O Comitê é composto por dez integrantes, um presidente e nove vice-presidentes, que se reúnem no mínimo quinzenalmente. Suas responsabilidades são divididas por Operações de Negócios e Processos Funcionais. Seus integrantes trabalham de forma
colegiada, buscando uma maior sinergia entre as Operações e, individualmente, com foco na gestão de cada negócio e nos Processos Funcionais para maximizar seus resultados.

As Operações de Negócios são: Aços Longos Brasil, Aços Especiais, Açominas, América do Sul (Argentina, Chile, Colômbia e Uruguai) e América do Norte. Os Processos Funcionais abrangem marketing e vendas, industrial, logística e transportes, metálicos, suprimentos, planejamento operacional, gestão de pessoas e desenvolvimento organizacional, finanças e relações com investidores, contabilidade e auditoria, jurídico, tecnologia de gestão,
planejamento e gestão da estratégia, informática, assuntos institucionais e comunicação corporativa, responsabilidade social.

Em 2005, o Comitê Executivo passou a ter mais um integrante: Mario Longhi, que exerce as funções de presidente e CEO da Gerdau Ameristeel na América do Norte. No início de 2006, André B. Gerdau Johannpeter, membro do Comitê Executivo e Chief Operating Officer da Gerdau Ameristeel, passou a dedicar-se a responsabilidades corporativas globais nas áreas de marketing e vendas, metálicos, suprimentos, logística, gestão de pessoas e desenvolvimento organizacional. André participa ainda do Conselho de Administração da
Gerdau Ameristeel. No mesmo período, Paulo Fernando Bins de Vasconcellos, que também estava atuando na Gerdau Ameristeel, retornou ao Comitê e foi designado vice-presidente executivo da Operação de Negócios Aços Especiais.

No desempenho de suas atribuições, o Comitê Executivo conta com o apoio do Comitê de Estratégia e de Comitês de Excelência. O Comitê de Estratégia é formado essencialmente pelos membros do Comitê Executivo, integrantes do Conselho e titulares de Operações de Negócios e propõe ao Conselho de Administração a estratégia de longo prazo. Por sua vez, a função dos Comitês de Excelência é fomentar o debate e o intercâmbio das melhores práticas
dentro da Organização.

Em abril de 2005, uma importante alteração foi realizada no estatuto social da Gerdau S.A., com o objetivo de atender às determinações da legislação norte-americana. A mudança permitiu que o Conselho Fiscal passasse também a exercer o papel de Comitê de Auditoria, obedecendo ao acordo firmado entre a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), do Brasil, e a Security and Exchange Comission (SEC), dos Estados Unidos.

A Gerdau Ameristeel Corporation, dentro dos padrões de governança corporativa praticados nos Estados Unidos, também trabalha com um Comitê de Auditoria, vinculado ao Conselho de Administração.

ESTRUTURA DE GOVERNANÇA CORPORATIVA


SUCESSÃO

No início de 2007, novas alterações no Comitê Executivo serão implantadas. O presidente do Comitê, Jorge Gerdau Johannpeter, e os vice-presidentes seniores, Frederico C. Gerdau Johannpeter e Carlos J. Petry, sairão da atividade executiva, mantendo-se no Conselho de Administração.

Em data a ser definida, será informado o nome do novo presidente do Comitê Executivo. O processo de sucessão teve início em 2001 e conta com o auxílio de consultorias internacionais, além das análises internas. É importante ressaltar que o Grupo Gerdau já fez quatro sucessões ao longo de sua história com absoluta naturalidade.

A decisão sobre o futuro presidente será consensual entre os membros do Conselho de Administração da Companhia e levará em consideração as características pessoais mais ajustadas para liderar globalmente o negócio.

EMPRESAS GERDAU

Grupo Gerdau é a denominação usada para designar o conjunto de empresas de diversos países que formam o grupo econômico Gerdau e que estão sob o mesmo controle acionário.

O crescimento das atividades do Grupo Gerdau na América do Sul foi um dos fatores que levou a Empresa a reorganizar sua estrutura operacional e societária na região em 2005. As alterações promovidas buscaram maximizar o desempenho do Grupo Gerdau, dando continuidade ao processo iniciado há três anos, com a integração das atividades operacionais da Gerdau S.A no Brasil com as da Aço Minas Gerais S.A., pelo qual se originou a Gerdau Açominas S.A.

Como resultado das medidas adotadas em agosto de 2005, cinco empresas passaram a responder pelas operações do Grupo Gerdau na América do Sul: Gerdau Aços Longos S.A. (Brasil), Gerdau Aços Especiais S.A. (Brasil), Gerdau Açominas S.A. (Brasil), Gerdau Comercial de Aços S.A. (Brasil) e Gerdau América do Sul Participações S.A. (Argentina, Chile, Colômbia e Uruguai), as quais mantêm-se com capital fechado.

As duas companhias de capital aberto do Grupo no Brasil – Gerdau S.A. e Metalúrgica Gerdau S.A. – integram o Nível 1 de Governança Corporativa da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), sendo reguladas por normas de conduta diferenciadas no mercado de capitais. As ações da Gerdau S.A. são negociadas também na Bolsa de Valores de Nova York (Nyse) e na Bolsa de Valores de Madri (Latibex).

A Gerdau Ameristeel Corporation é a empresa responsável pelas operações do Grupo na América do Norte. Suas ações são negociadas na Bolsa de Valores de Nova York e na Bolsa de Valores de Toronto. O Conselho de Administração da Gerdau Ameristeel é integrado por nove pessoas, sendo que reuniões ocorrem, pelo menos, trimestralmente. Também existem comitês para tratar de temas específicos, como auditoria, recursos humanos e governança corporativa.

RESUMO DA ESTRUTURA SOCIETÁRIA

DIRETRIZES ÉTICAS

Integridade é a palavra que define o comportamento que o Grupo Gerdau espera de cada um de seus colaboradores no trato com todos os públicos com os quais se relaciona – clientes, acionistas, fornecedores, comunidades, concorrentes, entre outros. Esse comportamento está explicitado nas Diretrizes Éticas Gerdau, fundamentadas nos valores do Grupo.

Os integrantes do Conselho de Administração e do Comitê Executivo obedecem às Diretrizes Éticas, assim como os demais colaboradores.

Em 2006, o Grupo Gerdau reformulará a sua ouvidoria on-line - um canal de comunicação direto com os colaboradores - tornando-a mais ágil e eficaz.

Na Gerdau Ameristeel, por sua vez, existem duas normas de conduta: o Code of Ethics and Business Conduct, seguido por todos os colaboradores, e o Code of Ethics Applicable to Senior Executives, voltado especificamente para aqueles que ocupam o cargo de executivo sênior.

GERDAU BUSINESS SYSTEM (GBS)

A rápida expansão do Grupo Gerdau nos últimos anos exigiu a implantação de um sistema de gestão integrado, capaz de ser incorporado por todas as unidades em curto espaço de tempo. Esse sistema de gestão chama-se Gerdau Business System (GBS) e reúne as melhores práticas internas em todos os processos do negócio, além de incorporar práticas de excelência identificadas por meio de benchmarking externo.

Além das práticas, o GBS padroniza os indicadores críticos de performance dos processos em nível global, permitindo o acompanhamento dos resultados e sua análise em cada Operação de forma extremamente objetiva.

Em 2005, uma nova ferramenta foi incorporada ao GBS para mensurar as práticas das operações do Grupo: o GBS Global Assessment. Por meio da sua aplicação, é possível difundir rapidamente as práticas consideradas essenciais, acelerar a transferência do modelo de gestão para os novos negócios, obter informações para o desenvolvimento de planos de ação alinhados aos objetivos da Empresa, medir a aderência ao modelo de gestão e sua respectiva evolução e obter indicadores para benchmarking interno. Dessa forma, é possível eliminar lacunas e acelerar a implantação de um modelo integrado.

A metodologia de aplicação do GBS Global Assessment prevê duas fases distintas. Na primeira, os gestores e suas equipes realizam uma auto-avaliação e identificam o seu estágio frente aos padrões de excelência Gerdau. Na segunda etapa, uma equipe formada por líderes de processos do Grupo realiza a avaliação definitiva. Para montar o programa, o Grupo Gerdau espelhou-se em ferramentas similares de empresas globais. No exercício, o GBS Global Assessment foi aplicado na Diaco (Colômbia) e na Gerdau Aços Especiais
Piratini (RS), com grande sucesso.

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

Jorge Gerdau Johannpeter
Presidente

Nascido em 1936, é graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Trabalha no Grupo Gerdau desde 1954, onde começou como auxiliar. Desde 1983 é presidente-executivo e presidente do Conselho de Administração.
 
Germano H. Gerdau Johannpeter
Vice-presidente

Nascido em 1932, estudou Administração de Empresas na Fundação Getulio Vargas (FGV). Trabalha no Grupo Gerdau desde 1951 e atualmente ocupa o cargo de vice-presidente do Conselho de Administração.
 
Klaus Gerdau Johannpeter
Vice-presidente

Nascido em 1935, possui graduação em Engenharia Civil, Elétrica e Mecânica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Trabalha no Grupo Gerdau desde 1954. Atualmente, ocupa o cargo de vice-presidente do Conselho de Administração.
 
Frederico C. Gerdau Johannpeter
Vice-presidente

Nascido em 1942, formou-se em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e tem mestrado em Negócios, Finanças, Custos e Investimentos pela Universidade de Köln, na Alemanha. Trabalha no Grupo Gerdau desde 1961. É vice-presidente do Conselho de Administração e vice-presidente sênior do Comitê Executivo.
 
André Pinheiro de Lara Resende
Conselheiro

Nascido em 1951, é graduado em Economia pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-RJ), fez mestrado na Fundação Getulio Vargas (FGV) e possui PhD pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos EUA. Foi presidente do BNDES, assessor especial da presidência da República, negociador-chefe da dívida externa, diretor-presidente da Cia. Siderúrgica Tubarão, vice-presidente executivo do Unibanco, sócio-diretor do Banco Garantia e diretor da Dívida Pública e Mercado Aberto do Banco Central, entre outros. Faz parte do Conselho de Administração do Grupo Gerdau desde 2002.
 
Affonso Celso Pastore
Conselheiro

Nascido em 1939, formou-se em Economia pela Universidade de São Paulo (USP), onde também realizou o seu doutorado. Atua como professor da Fundação Getulio Vargas (FGV) no Rio de Janeiro e consultor na área de Economia. Foi secretário da Fazenda do Estado de São Paulo e presidente do Banco Central do Brasil. Assumiu a posição de membro do Conselho de Administração do Grupo Gerdau em 2002.
 
Carlos J. Petry
Conselheiro

Nascido em 1941, formou-se em Filosofia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Trabalha no Grupo Gerdau desde 1965. É membro do Conselho de Administração e vice-presidente sênior do Comitê Executivo.
 
Oscar de Paula Bernardes Neto
Conselheiro

Nascido em 1946, é graduado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e em Administração pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. É presidente e diretor do Latin America Internet Development Group e membro dos conselhos consultivos da Telesystem International Wireless e da Bunge Alimentos S.A. no Brasil. Também integra os conselhos de RBS, CheckForte, Satipel e Alcoa no Brasil, além da Delphi Corp. nos EUA. Foi eleito membro do Conselho de Administração do Grupo Gerdau em 2002.


CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO
PRESIDENTE
Jorge Gerdau Johannpeter

VICE-PRESIDENTES
Germano H. Gerdau Johannpeter
Klaus Gerdau Johannpeter
Frederico C. Gerdau Johannpeter

CONSELHEIROS
André Pinheiro de Lara Resende
Affonso Celso Pastore
Carlos J. Petry
Oscar de Paula Bernardes Neto

SECRETÁRIO-GERAL
Expedito Luz
COMITÊ EXECUTIVO GERDAU
DIRETOR-PRESIDENTE
Jorge Gerdau Johannpeter

VICE-PRESIDENTES EXECUTIVOS SENIORES
Frederico C. Gerdau Johannpeter
Carlos J. Petry

VICE-PRESIDENTES EXECUTIVOS
André B. Gerdau Johannpeter
Claudio Gerdau Johannpeter
Filipe Affonso Ferreira
Mario Longhi
Osvaldo B. Schirmer
Paulo Fernando Bins de Vasconcellos
Ricardo Gehrke

SECRETÁRIO-GERAL

Expedito Luz
 
 

Política de Privacidade e Termos de Uso Copyright 2001-2006 Gerdau S.A. Todos os direitos reservados. Créditos